SERVIÇOS ONLINE

Notícias

Ver notícia

Empresa líder em saneamento básico no Brasil desenvolve projetos que beneficiam 25 municípios da região, proporcionando avanços significativos no saneamento básico

Referência no setor privado de saneamento básico no Brasil, a Aegea, somente em 2023 finalizou uma série de investimentos que juntos totalizam R$ 57 milhões em melhorias na infraestrutura de abastecimento de água e tratamento de esgoto em 25 municípios onde atua nos estados do Mato Grosso e no Pará. Esses recursos foram direcionados para modernizar e aprimorar o sistema de saneamento, atendendo às necessidades presentes e futuras das comunidades regionais.

 O vice-presidente da regional 1 da Aegea, Guillermo Deluca, reforça o compromisso da empresa com o avanço do saneamento e o desenvolvimento social e econômico da região. “Os investimentos realizados em diferentes cidades refletem nosso compromisso contínuo em promover melhorias significativas nos serviços de água e esgoto. Além de garantir um serviço de qualidade, nossa prioridade é o bem-estar dos clientes e o desenvolvimento sustentável dos municípios onde atuamos”, comenta.

São ampliações de redes de água e esgoto, implantações de novos reservatórios e estações de tratamento (ET), perfuração de novos poços, manutenções preventivas para o período de estiagem, além de projetos voltados para a responsabilidade social, com foco na geração de renda e preservação ambiental, como plantio de mudas e restauração de áreas degradadas (PRAD).

Para execução das obras todas as medidas necessárias de segurança foram cumpridas, desde investimentos com sinalização e utilização de equipamentos de proteção individual e coletiva (EPI/EPC), a realização de análises preliminares de risco do local, mantendo assim a segurança de todos até a conclusão dos trabalhos.

Os investimentos na região foram realizados pelas concessionárias administradas pela Aegea no Mato Grosso, sendo Águas de Barra do Garças, Águas de Campo Verde, Águas de Carlinda, Águas de Cláudia, Águas de Confresa, Águas de Diamantino, Águas de Guarantã do Norte, Águas de Jauru, Águas de Jangada, Águas de Marcelândia, Águas de Matupá, Águas de Nortelândia, Águas de Paranatinga, Águas de Pedra Preta, Águas de Peixoto de Azevedo, Águas de Poconé, Águas de Porto Esperidião, Águas de Primavera, Águas de Santa Carmem, Águas de São José, Águas de Sinop, Águas de Sorriso, Águas de União do Sul, Águas de Vera e no Pará, pela Águas de Novo Progresso.

Confira alguns dos investimentos realizados em 2023, pela Aegea, na região:

•             Ampliação de capacidade de captação e distribuição em Primavera do Leste (MT). Iniciou também a operação do reservatório Buritis com capacidade de 2 mil metros cúbicos, em uma obra de R$ 2,1 milhões. No sistema de esgoto, foram implementados 11,5 km de rede de esgoto e 500 novas ligações de esgoto.

•             Barra do Garças (MT) recebeu três intervenções, que alcançaram mais de 30 mil pessoas. Foram implementados mais de 15 quilômetros de adutoras para novas redes de distribuição de água, instalação de válvulas reguladoras de pressão e a recomposição asfáltica em diversos pontos da cidade. O conjunto de obras inclui ainda a modernização de equipamentos da Elevatória de Água Tratada (EAT) do Cosic, que garante mais segurança operacional no fornecimento de água tratada. A melhoria representa o aumento de 37,5% na capacidade no bombeamento da estrutura.

•             Já em Matupá (MT), a oferta de água tratada no município foi ampliada com a aquisição de novos módulos para a Estação de Tratamento de Água, que aumentou em 70 metros cúbicos por hora, ampliando o processo produtivo em 40%, para garantia de regularidade de distribuição à população matupense. Foram mais de R$ 2 milhões em recursos aplicados.

•             Novo Progresso (PA) recebeu, quatro investimentos: ampliações de rede de água para 6 mil moradores, duplicação de adutora, instalação de dois novos poços e concluiu a entrega de novos equipamentos.  

•             Em Sinop (MT) houve a expansão de rede para fortalecer a interconexão entre os sistemas de abastecimento Palmeiras e Boa Esperança, além da instalação de novos reservatórios, tudo isso para enfrentar os períodos de estiagem. No esgotamento sanitário, 14 mil pessoas foram beneficiadas com obra de infraestrutura na Bacia do Córrego Neuza, com um investimento de R$ 2 milhões que ampliou o acesso de esgotamento sanitário. Além disso, foram implementados 4 km de rede no Residencial Norte.

•             Sorriso (MT) recebeu um dos maiores investimentos, o Interceptor Gonçalves e a Estação de Tratamento de Esgoto Telles Pires, com o maior aporte do ano, em R$ 20 milhões de recursos para alcançar mais de 60 mil pessoas.

•             O município de Vera (MT) também recebeu obras para regularização do aumento de pressão na distribuição de água no Bairro Princesa Isabel, assim como Barra do Garças (MT), que modernizou a elevatória de água tratada, em um investimento de R$ 500 mil em novos motores, para aumentar em 37,5% a capacidade de bombeamento.  

•             A cidade de União Sul (MT) recebeu dois investimentos, com extensão de rede de água tratada para um novo loteamento, beneficiando 32 famílias, assim como a construção de um novo reservatório para benefício de toda a cidade em um investimento de R$ 400 mil. Outro município que teve a entrega de um reservatório foi a cidade de Santa Carmem (MT), de R$ 465 mil, para beneficiar mais de 5,3 mil moradores.

•             O município de Carlinda recebeu um novo reservatório com capacidade de 300m³, um investimento de mais de R$ 800 mil para o armazenamento de água tratada, que vai atender toda a cidade.

•             Confresa (MT) recebeu obras de extensão de rede no Centro da cidade, no valor de R$ 1,2 mi, impactando diretamente 300 pessoas e indiretamente mais de 1.000 moradores, benefício que garante a preservação dos corpos hídricos e do meio ambiente, além do desenvolvimento de setores importantes da economia, como turismo e valorização imobiliária.

 •            Em Campo Verde (MT) os investimentos no sistema de abastecimento contemplam um pacote de ações com a perfuração de novos poços tubulares profundos e o aumento de mais de 166m³/h na vazão da distribuição de água para diversos bairros da cidade. Estes são os resultados das melhorias operacionais que proporcionaram maior controle na pressão de água, mais água tratada, qualidade e eficiência no sistema.

 •            Com foco na ampliação da cobertura dos serviços de esgoto, em Diamantino (MT) foram implantados 8,5 km de rede de esgoto e 400 novas ligações, garantindo a melhoria da saúde pública, a preservação do meio ambiente, além de contribuir diretamente com o desenvolvimento sustentável da cidade.

 •            Teve ainda a Instalação de macromedidores para aferição em tempo real de vazão nas cidades de Campo Verde (MT), Barra do Garças (MT) e Primavera do Leste (MT), assim como a modernização do parque de hidrômetros na cidade de Paranatinga, com 680 trocas em um investimento total de R$ 150 mil.

São mais de 31 milhões de pessoas atendidas pela Aegea com serviços de tratamento e distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto em 505 municípios, de Norte a Sul do país.

Compartilhar:

Veja Também

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Aegea MT.

Comunicados Saiba mais
Comunicados

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.