SERVIÇOS ONLINE

Notícias

Ver notícia

A água que chega à torneira dos imóveis em Poconé passa por um rigoroso controle de qualidade, que envolve profissionais qualificados e equipamentos de última geração. A Águas de Poconé assegura que em nenhuma análise realizada pela empresa foram detectados resultados em desacordo com as normas da Portaria 888/2021 do Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e vigilância da qualidade da água e seu padrão de potabilidade.

Devido à redução drástica dos níveis de água do Rio Bento Gomes, principal fonte de fornecimento de água do município, as atividades do sistema de captação de água estão suspensas desde o início do mês de novembro de 2023. O abastecimento no município está sendo realizado por poços e de forma temporária em novas fontes de captação de água, como a cava garimpeira. O local possui uma balsa com dois conjuntos para bombeamento de água bruta, que funciona como contingência (alternativa) para a captação existente no Rio Bento Gomes, garantindo a segurança operacional na produção de água e no abastecimento.

A água distribuída em Poconé é monitorada periodicamente nos laboratórios credenciados, onde são realizadas análises de metais pesados, agrotóxicos, contaminantes e parâmetros físico-químicos e microbiológicos. Em amostras analisadas na cidade, não foram encontrados parâmetros irregulares com a legislação ou substâncias que coloquem a saúde dos habitantes em risco. A Vigilância Sanitária do município e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) também fiscalizam e realizam coleta e o monitoramento.

Por ano, a empresa analisa em média 650 amostras de água bruta (poços e represas) e 26.322 amostras de água tratada. No total, a concessionária executou, neste intervalo, 24.778 análises laboratoriais, sendo 1.856 da rede de distribuição de água e 22.272 da saída do tratamento.

O controle de qualidade realiza coletas semanais, mensais, semestrais e anuais, de acordo com as normas da Portaria 888/2021 do Ministério da Saúde. No último trimestre, foram feitas 6.948 amostras de água analisadas em 53 pontos de coleta. Todas as análises são realizadas em laboratórios acreditados pelo INMETRO, garantindo a integridade dos resultados.

Para promover a sustentabilidade do uso dos recursos hídricos, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), elaborou o projeto “Avaliação da contaminação por mercúrio na água bruta e tratada, em moluscos e em peixes da Bacia do Rio Bento Gomes”. O objetivo é instalar a rede de monitoramento hidrobiológica para avaliação da segurança hídrica e alimentar da Bacia Hidrográfica do Rio Bento Gomes, além de garantir a qualidade da água necessária para o abastecimento público. A iniciativa é realizada em parceria com a Águas de Poconé, Ministério Público Estadual (MPE) e Promotoria de Justiça da Comarca de Poconé.

Preocupada com a situação do abastecimento no município, a Águas de Poconé apresentou estudos demonstrando que a melhor solução seria transpor água do Rio Cuiabá (cerca de 40km). No momento, a concessionária aguarda a avaliação da Prefeitura Municipal e Agência Reguladora.

Sendo assim, nossos laboratórios, dados e equipe técnica estão à disposição de todos que queiram entender melhor o processo de tratamento de água.

Para mais informações e esclarecimentos, a Águas de Poconé fica à disposição na Central de Atendimento, na Avenida Dom Aquino, nº 425, no Centro ou nos canais: 0800 647 6060 (Call Center e WhatsApp) e Águas App.

Compartilhar:

Veja Também

Águas de Jauru 2 Saiba mais
Águas de Jauru 2

Comunicados Saiba mais
Comunicados

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Aegea MT e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.